sexta-feira, 19 de setembro de 2008

10 ANOS SEM DONIZETTI ADALTO

Hoje o Piauí relembra os dez anos da morte do Jornalista Donizetti Adalto, mas não são só dez anos sem o estilo dinâmico e combativo daquele paranaense com alma de piauiense, estilo este praticamente extinto no estado atualmente. São também dez anos sem a irreverência e o jeito irônico e contagiante de seus comentários, coisa que o fazia como ninguém. Esse jeito diferente de fazer jornalismo fizeram do D.A, como gostava de ser chamado um mito na história da televisão piauiense. Donizetti também criou bordões e frases que até hoje são lembrados pela população piauiense como: "Morro e não vejo tudo" e "Cristo está voltando", ou ainda palavras como gatunagem, tatú societi e mamismo, todas elas fizeram parte da trajetória de Donizetti.
Chamado de forasteiro por aqueles que se sentiram desafiados, não se inquietava e quanto às elites chamava-as de falida e fedida, não se importando com as ameaças que sofria. Ao longo de sua trajetória, foi âncora de diversos programas, boa parte deles ao lado do seu amigo e conterrâneo Carlos Moraes, com quem formou uma das melhores duplas jornalísticas da televisão piauiense. Um de seus últimos programas como âncora foi o memorável MN 40 GRAUS pela TV MEIO NORTE no horário das 13:00h. Este blogueiro apaixonado por programas de notícias desde pequeno não perdia um só programa, desde a chegada do sinal da TV MEIO NORTE em Valença, em agosto de 1997 até abril de 1998 quando Donizetti saiu do programa. Lembro-me bem que naquela época estudava à tarde,mas só ia para a escola depois que terminava o programa, pois o mesmo era simplesmente demais e prendia a minha atenção do começo ao fim.
Dois fatos me marcaram. O primeiro deles foi o caso da senhora Delzuite, que chamava a atenção não só pela sua baixa estatura, mas também pelas condições em que vivia, sem nenhuma fonte de renda. Donizetti ao abordar o fato comoveu o Piauí com a sua história e comandou uma campanha para ajudar aquela senhora, sendo ele o principal colaborador. O outro fato foi mais pelo lado investigativo, quando Donizetti fazia uma reportagem sobre uma servidora da Assembléia Legislativa de nome Aceneide que denunciava sofrer perseguições. Ao abordar o fato Donizetti criticou a omissão de alguns deputados estaduais diante do caso, citando o deputado Leal Júnior(PFL) que sempre ocupava o noticiário com críticas severas ao então governador Mão Santa ao qual fazia ferrenha oposição. Leal Pediu um direito de resposta e quando fez uso do mesmo, simplemente perdeu a linha e passou a baixar o nível quando Donizetti o acusou de ser um deputado fracassado, se referindo ao fato do mesmo ter sido candidato a prefeito de Teresina em 1996 e ter obtido apenas 3.000 votos. A partir daí o que se viu foi uma discussão acalorada, partindo para o lado pessoal. Contra a vontade de Donizetti o programa foi para o intervalo e na volta cada um apenas fez suas considerações finais e o programa se encerrou, este foi um de seus últimos programas na TV.
Depois disso decidiu entrar na política, se candidatando a uma vaga de deputado federal pelo pelo Piauí, onde era cotado em todas as pesquisas para ser o mais bem votado da história do estado e o resto da história todos já sabem do final. Mesmo morto Donizetti ainda recebeu 47.000 votos, entre eles o meu. No entanto para a surpresa de todos,Donizetti não foi morto por aqueles a quem denunciava. As balas da máfia foram disparadas por quem ele menos esperava, fruto de uma inveja de quem mesmo sendo do Piauí não desfrutava de uma popularidade tão brilhante como Donizetti. Encerrando minhas palavras, parafraseio-o dizendo: " É pau na máfia"e "Calar, não calo". Donizetti, você não Morreu e estará sempre vivo em nossa mente e em nossos corações. Justiça Já!

7 comentários:

Rodrigo Antunes disse...

Grande Aílton!
Belo texto rpz!

parabéns...
abraço!

tv autentic disse...

Parabéns! Sem dúvida Donizette Adauto permaneçe vivo em nossas mentes e em nossa história . Aqueles que fazem parte da nossa história são eternos porque são heróis . D.
A é nosso Herói .

Danilo Macedo disse...

Oi

Danilo Macedo disse...

SIMPLESMENTE O MELHOR

Danilo Macedo disse...

NO Piauí não ja jornalistas,ha lagartas,pregadas nas folhas do estado e prefeitura

Danilo Macedo disse...

NO Piauí não ja jornalistas,ha lagartas,pregadas nas folhas do estado e prefeitura

Danilo Macedo disse...

SIMPLESMENTE O MELHOR